Guia do Paciente: Dúvidas no dia da Primeira Consulta

Guia do Paciente e do Acompanhante: dúvidas antes da primeira consulta
Guia do Paciente: Dúvidas antes da Primeira Consulta
19 de fevereiro de 2020
Guia do Paciente e do Acompanhante: dúvidas no tratamento pós-consulta inicial.
Guia do Paciente: Dúvidas na Fase Aguda de Pós-Consulta Inicial
20 de fevereiro de 2020
Exibir tudo

Guia do Paciente: Dúvidas no dia da Primeira Consulta

Guia do Paciente e do Acompanhante: dúvidas no dia da primeira consulta

Faça o Melhor Tratamento Possível: Esclareça as Principais Dúvidas no Dia da Primeira Consulta.

Por Dr. Marcionilo Laranjeiras, Psiquiatra

Conforme prometido em nosso primeiro post sobre o Guia do Paciente e do Acompanhante para o Melhor Resultado, trazemos a segunda parte deste guia, que visa ajudar pacientes e acompanhantes sobre possíveis dúvidas que possam surgir no dia da primeira consulta. Você também pode conferir a primeira parte do guia, que mostra as Principais Dúvidas antes da Primeira Consulta.

Sendo assim, no dia da consulta, pense em organizar toda a informação e documentação que você trouxe. Desse modo, essa informação será muito útil para seu diagnóstico e tratamento.

OBJETIVO: COMUNICAR-SE BEM COM SEU MÉDICO

Objetivo: comunicar-se bem com o seu profissional de saúde.

Dúvidas na primeira consulta. Objetivo é comunicar-se bem com seu médico.


1 – CHEGUEI, O QUE FAREI?

Ao chegar, identifique-se com a nossa secretária.

Chegue 20 minutos antes e identifique-se com um documento para a nossa secretária.

A princípio, você se programou bem e chegou com uns 20 minutos de antecedência. Assim, procure nossa secretária na recepção, identifique-se e forneça um documento com foto e CPF.

2 – COMO PAGAREI A CONSULTA?

Efetue o pagamento de sua consulta com cartão, dinheiro ou cheque.

Para pagar a consulta, escolha o melhor método de pagamento e receba sua nota fiscal.

Escolha a melhor forma de pagamento. Aceitamos cartões, dinheiro ou cheques. Além disso, você receberá a Nota Fiscal para reembolso do plano de saúde ou abatimento em IR.

3 – RELAXE!

Relaxe enquanto aguarda ser chamado.

Ansiedade faz parte, tome um café e relaxe enquanto espera.

Eventualmente a ansiedade aparecerá, e ela faz parte. Por isso, beba água, tome um café, use o banheiro e sente-se um pouco, enquanto aguarda ser chamado.

4 – ORGANIZE A CABEÇA.

Organize sua cabeça.

Organize as ideias, a sua lista de sintomas, exames e prepare-se.

Use a lista de sintomas, problemas e queixas que você fez nos últimos dias. Reveja os exames e ponha-os em ordem cronológica a fim de ajudar a organização de suas ideias. Se necessitar, solicite uma folha de papel e caneta para anotações.

5 – COMO É A CONSULTA?

Como será a sua consulta.

Um profissional experiente irá atender você, não se preocupe.

Sua entrevista inicial será com um profissional experiente. Inicialmente, ele vai escutar suas queixas e fará perguntas sobre sintomas atuais. Então, buscará informações atuais e passadas e realizará um exame físico e psíquico. Por fim, revisará seus exames e solicitará novos.

6 – O QUE FALAR PARA O PROFISSIONAL?

Saiba o que falar para o profissional de saúde.

O médico é treinado para saber lhe escutar. Seja descritivo.

“Por onde começo? Tenho medo de esquecer de algum detalhe importante na hora da consulta.” Fique tranquilo(a), o profissional que vai consultá-lo vai deixar você falar. Porém, seja descritivo. Evite trazer diagnósticos prontos. Afinal, o profissional foi treinado para fazer as perguntas certas.

7 – QUAL O MEU DIAGNÓSTICO?

Procure saber o seu diagnóstico.

Tire dúvidas sobre seu diagnóstico com o médico.

É muito importante que você procure saber seu(s) diagnóstico(s), como será seu tratamento e quais exames necessitará realizar. Por isso, tire dúvidas com seu profissional. Ele terá informações iniciais sobre seu caso.

8 – MINHA FAMÍLIA E AMIGOS AJUDAM?

Família e amigos ajudam.

Sua família e amigos tem informações importantes que podem te ajudar.

É quase uma regra: sua família tem informações importantes sobre você e podem ajudar participando de um momento da consulta. Existem coisas que que só quem convive com você sabe. Eles também serão seu apoio no início do tratamento. Seus sintomas cognitivos e emocionais podem interferir no seu entendimento. Conte com eles!


Saiba mais sobre o nosso Guia

Você pode acompanhar os próximos textos do nosso guia clicando nos links abaixo:

Para saber mais sobre a Núcleo de Atenção ao Desenvolvimento Humano, marcar sua consulta e conhecer nossas especialidades, acesse nosso site.

Pin It on Pinterest